ARTIGO - MARÇO/2016 - ESCREVENDO O FUTURO DO CLUBE. NOVO ESTATUTO

A busca pela qualidade é a meta deste novo estatuto

A Comissão encarregada de elaborar a minuta do novo estatuto, da qual eu e o Conselheiro Domingos Ciarlariello tivemos o prazer de compor, encerrou seus trabalhos. No último dia sete o trabalho foi entregue ao Conselho Deliberativo, juntamente com os textos do Código de Ética e Regimento Interno.

Novos tempos para o clube.

Os textos tem objetivo de aprimorar a qualidade do clube, em relação às administrações, aos sócios e todo aqueles que mantém relacionamento com ele, com uma concepção administrativa mais moderna.

O estatuto vigente é antigo e foi recebendo emendas de tempos em tempos, tornando-se uma colcha de retalhos.

Disponibilizamos os textos no fim desse post, para que todos tomem conhecimento, façam reflexões, tirem dúvidas e, enfim, quando chamados a votar, em assembleia, o façam com consciência.

A metodologia de trabalho adotada foi a seguinte:

1. Atualizar a linguagem e os conceitos que envolvem o clube e suas diversas relações.

2. Sistematizar os assuntos, dividindo-os de forma racional.

3. Para cada tema tivemos profundas discussões, a partir de sugestões de Conselheiros, associados (em junho de 2013 encaminhei a inúmeros sócios o cronograma e foi dado oportunidade para sugestões) e, sempre por maioria, foi-se construindo o novo documento.

Por certo que muitos temas poderiam merecer outra solução, mas a vontade da maioria deve prevalecer. Por isso é importante que, quando chamado, o associado se manifeste e vote.

Nas próximas semanas vou colocar neste espaço detalhes mais aprofundados dos títulos do Estatuto, para que o associado possa compreender as razões das alterações. 
Por ora, vale a pena registrar que: 

1 - Foi dividido em títulos: Do clube; Dos associados; Dos Órgãos Permanentes, Do Exercício Social e da Administração Financeira; Das disposições Finais e das Disposições Transitórias. 

2 - Na questão da administração buscou-se aperfeiçoar os métodos de controle dos gastos; enxugamento da máquina e maior transparência, além de aumentar em um ano o mandato da diretoria (só para o futuro). 

3 - Na parte do Conselho Deliberativo restringiu-se o número de vitalícios, de tal forma que 2/3 do C.D. seja composto por membros eleitos pelo associado; aumentou-se o controle da presença dos conselheiros nas reuniões, impondo sanções, inclusive aos vitalícios; impediu-se que o conselheiro mantenha relações comerciais com o clube durante o mandato; alterou-se modo de composição das chapas e foram fixadas datas para reuniões ordinárias compatibilizando-as com datas em relação a questões financeiras e foram previstas comissões para auxiliar gestão. 

4 - Quanto ao C.O.F. foram-lhe destinadas prioritariamente as questões relativas ao controle da parte financeira; diminuiu-se número de suplentes e fixou-se limitação para reeleições. 

5 - Em relação aos associados: alteraram-se categorias, fixou-se melhor a lista de deveres e direitos; diminuiu-se a exigência temporal para participar da vida política do clube; estabeleceram-se regras claras quanto às questões disciplinares; exige-se “ficha limpa” para todos que quiserem pleitear cargos na administração do clube; fixou-se quórum único para deliberação de alguns itens pelos associados. 

6 - Em relação a questões de administração financeira houve adequação de regras, separação orçamentária e contábil. 

7 - Por fim, foram instituídas regras transitórias para adaptação ao novo texto e disposições finais.

Enfim, as regras visam alcançarmos um clube democrático, participativo e moderno.

O Estatuto é complementado pelo Regimento Interno – documento que traz em maiores detalhes os procedimentos para cada ato da administração, fixa competências, atribuições, direitos deveres, etc. - e pelo Código de Ética, que prevê práticas, condutas e parâmetros éticos a serem adotados por aqueles que se relacionam com o Palmeiras.

Todo este trabalho só fará sentido se o associado se engajar, conhecer, discutir e votar o texto em futura assembleia a ser designada.

A participação de todos é fundamental











DOWNLOAD DOS ARQUIVOS


16 comentários:

  1. Nobre conselheiro. Parabéns pela dedicaçãodedicação e pelo cuidado para com as coisas do clube e na atenção aos sócios. Vou ler com atenção os textos e esperar os comentários adicionais. José Carlos.

    ResponderExcluir
  2. Excelente iniciativa.

    ResponderExcluir
  3. ACREDITO SER A PRIMEIRA VEZ, NESTES 102 ANOS DE EXISTÊNCIA, QUE O SÓCIO É INFORMADO DO PROJETO E PODE OPINAR E TIRAR DÚVIDAS PARA SE POSICIONAR. QUE SEJA SINAIS DE NOVOS TEMPOS NO CLUBE.

    ResponderExcluir
  4. Já comecei a ler os textos. Tem muita coisa boa. Temos que apoiar. Só de reduzir vitalícios já éé vitória.

    ResponderExcluir
  5. Gostaria de dar uma sugestão no que se refere ao sócio remido (mais de 70 anos e 35 de contribuição). Pois bem, tenho 66 anos de idade e mais de 56 de contribuição, proprietário de título patrimonial desde criança e, após a aposentadoria e diminuição de receita, aliada ao fato de ter como dependentes netos pequenos, vi-me impossibilitado de manter as contribuições em dia. Assim, fica a sugestão para existência de regra especial para aqueles que estejam próximo do preenchimento dos requisitos para a remissão que tenham alguma tolerância, em caso de comprovada modificação da situação financeira, especialmente decorrente de aposentadoria compulsória ou forçada (por invalidez)

    Cordialmente

    Bartolomeu Mastrochirico - Matricula 4854- Antiga 380520 Titulo nº 7106 – tipo 4 – de 30.09.60

    ResponderExcluir
  6. Bom dia. O texto do estatuto traz sensíveis melhorias na forma de gerar o clube. Vou continuar análise dos outros dois.

    ResponderExcluir
  7. Concordo com a diminuição dos conselheiros vitalícios e o aumento de conselheiros eleitos pelo associado. Discordo, mandato do presidente de 2 anos para 3 anos, sendo que ainda pode ser reeleito. Presidente em dois anos, mostra se foi bom ou ruim para o clube e o futebol.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia Victor. Fico feliz que o sócio tenha entendido a nossa iniciativa e tenha aceitado conhecer e discutir as propostas.Este é o caminho. Sabe, há consenso entre os associados a questão dos vitalícios, embora no seio do conselho vá ser bem difícil manter a proposta, por interesses próprios dos que estão perto de conseguirem as vagas. Mas vamos lutar e a palavra final é do sócio. Sobre o tempo do mandato, há prós e contras a proposta. Em três anos se consegue planejar melhor as coisas, pois quando se assume nada se sabe o que ocorre, o orçamento já está pronto e quase se perde o primeiro ano; no segundo já se pensa na reeleição e não há um planejamento a longo prazo. Não acho que seja uma questão pacífica, eu mesmo tenho dúvidas, embora me incline a achar que três anos - talvez sem reeleição - possibilite um planejamento melhor. Mas, enfim, caberá ao associado a palavra final. o importante é ter proposta concreta para discussão. Espero que dê sua opinião sobre os demais temas, pois do debate nascem as ideias. Abraços, Fleury

      Excluir
    2. Boa Noite Roberto, darei opinião dos demais temas quando achar necessário, abs.

      Excluir
  8. Obrigado Roberto por nos proporcionar a possibilidade de analizar previamente as minutas e também por manter este espaço para a discussão.
    Gostaria de saber se o Mustafa e sua turma deixará que este documento seja aprovado como nosso novo estatuto?
    Boa noite a todos e Avanti!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia. Com toda sinceridade acredito que não, que ele prefira uma reforma mais pontual. A própria composição da nova Comissão revela isso e as propostas antes aprovadas perla antiga comissão estão sendo rediscutidas e dividias em blocos; nesta fase só o que há consenso. Sobre isso já escrevi em artigo publicado em 27/7/17, onde apresentei uma atualização dos trabalhos. Desta data para cá foram feitas duas outras reuniões da nova comissão e avançou-se em alguns artigos. Dentro em breve farei nova atualização aos palmeirenses.

      Excluir
  9. Bom Dia Roberto. Acredito em mudanças. Mas, neste momento, acho mais uma forçada para beneficiar a dona da patrocinadora. Esta, por notícias da mídia, já entrou como conselheira sem preencher os requisitos necessários. Patrocinadora força barra, eu não acredito neste amor todo ao clube. Abraço

    ResponderExcluir
  10. Boa tarde. O intuito era muito bom para o clube. Desvirtuou-=se no meio do caminho. Interesses políticos, pessoais, de grupos, enfim, desmantelaram o texto e estão usando pedaços para alterações pontuais, o que é péssimo. Além de mostrar uma falta de técnica, deixa o estatuto ainda mais confuso. E mais, hoje as alterações programadas só favorecem uma pessoa que, como disse, entrou de forma confusa como sócia, mediante uma prova (declaração) pra lá de discutível e que quer ser presidente a todo custo.
    Há uma relação comercial: o clube aluga todos os espaços do uniforme em troca de dinheiro. Se é muito ou não é opção das partes. A marca Palmeiras é forte e só há eles de patrocinadores. Além disso, a exposição na mídia é espetacular, por isso que mantém o patrocínio: há aumento do capital das empresas. Pior é que, num primeiro momento, fez doações ao clube, para compra de onze jogadores e, agora, em aditamentos dos contratos, transformou as doações em empréstimos. Hoje devemos mais de R$ 120 milhões a serem pagos com a vendas de DUDU, Lucas Lima, Juninho, Luan, Bruno Henrique, Fabiano, Thiago Santos e outros. Já fiz comentário recente sobre isso em um dos artigos.
    Bem, vamos continuar nossa luta de formiguinha contra esses interesses.

    ResponderExcluir
  11. Boa Noite Roberto. Concordo plenamente com sua posição. Como associado agradeço sua batalha em prol dos interesses do Palmeiras. Abraços

    ResponderExcluir
  12. https://blogdopaulinho.com.br/2018/05/18/madame-leila-em-jantar-politico-do-palmeiras-fique-tranquilo-ja-paguei-o-boleto/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esperemos que tenha sido apenas um erro de entendimento quanto ao teor da conserva, caso contrário é muito grave e mostra o desrespeito dos interlocutores para com a grandeza do Palmeiras.

      Excluir