sábado, 21 de outubro de 2017

ARTIGO – OUTUBRO/2017 - SALA DE TROFÉUS, A MATERIALIZAÇÃO DAS CONQUISTAS



Desde a demolição das instalações do antigo parque Antártica, para as obras do Allianz Parque, estamos sem sala de troféus.

Pela parceria firmada em 2010, haveria um espaço dentro da estrutura da arena para tal finalidade, mas que não se concretizou até esta data.

Em boa hora, assim, a Comissão de reforma do estatuto está propondo a inclusão da obrigatoriedade da sala dentro das normas estatutárias.

Não há mesmo razão para o Palmeiras protelar a construção de uma sala de troféus, um espaço para rememorar nossas conquistas e, principalmente, agregar novos torcedores.

As flâmulas recebidas, as Taças, as matérias jornalísticas, quadros, a antiga bandeira do Palestra Itália são, concretamente, o resultado da vida e das conquistas do clube.

Nenhum time da grandeza do Palmeiras pode deixar de ter um espaço para cultuar seu passado.

Mais ainda, serviu e pode servir para a apresentação das novas contratações, como a de Edmundo, na década de 90.


Inegavelmente é um campo fértil e factível para ser feito, com parcerias, eis que existem múltiplas possibilidade de formatação, inclusive com visitação externa.

Enfim, aproveitando o “gancho” do amigo Fábio Screnci, quando fez um comentário sobre a reforma do estatuto, não há dúvida de que a construção da sala de troféus é uma medida mais que necessária e deve ser colocada como uma das prioridades da administração.

Relembremos algumas imagens da nossa antiga e aconchegante sala de troféus, algumas selecionadas da Internet, pelo já mencionado amigo Fábio.










5 comentários:

  1. Boa iniciativa. Parabéns pelo artigo. Estamos precisando faz tempo da nova sala.

    ResponderExcluir
  2. Faz uns treze anos que conheci a sala sob o nosso estádio. Fui com meu avô e fiquei muito feliz. Senti saudade vendo as fotos. Rui sangue verde.

    ResponderExcluir
  3. A inserção de dispositivo no estatuto virá em boa hora. Que Deus ilumine os presentes na reunião.

    ResponderExcluir
  4. Auguri. Era frequentador assíduo da sala, passava por ela Para relembrar bons momentos, todave, que ia no bar inglês que ficava ao lado.

    ResponderExcluir
  5. Roberto Fleury, a sala de troféus é o lugar que podemos relembrar as conquistas e respeitar a história de quem as conquistou e das torcidas e direção de cada época. Como alguns mencionaram aqui, era comum os sócios frequentarem este espaço. Eu sempre achei, também, que os torcedores comuns, não sócios, teriam o mesmo direito. Então concordo absolutamente com a sua proposta de construção de uma sala no clube. Que isso seja discutido e achem uma solução. Não é possível admitir que os troféus continuem encaixotados numa empresa há 7 anos. Aproveito para lhe pedir que nos explique a razão do imbróglio com a construtora WTorre. Qual é o ponto de desacordo, porque a Arena possui duas salas prontas pra esta exposição? Obrigado.

    ResponderExcluir